Aguardado por muitos brasileiros, o Carnaval está chegando e será comemorado na próxima semana. Durante essa época, milhares de pessoas vão às ruas festejar os tradicionais blocos ou aproveitam os dias de folga para viajar e fugir da folia.

O que muitos moradores se esquecem, entretanto, é que as residências ficam vazias e vulneráveis a ações de bandidos e criminosos. Em 2019, mais de um milhão de ocorrências de furtos e roubos foram registradas no estado de São Paulo. As invasões a residências corresponderam a 2,3% dos casos. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP).

Em feriados prolongados, como o Carnaval, as tentativas de assalto a residências e estabelecimentos nas grandes cidades tendem a aumentar cerca de 15%. A informação é baseada na central de atendimento da ADT, empresa de monitoramento de alarme.

“Neste período, muitas pessoas aproveitam para viajar e usufruir dos dias de folga. As ruas ficam menos movimentadas e muitas casas ficam vazias, criando oportunidades de invasões”, alerta Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da empresa. “Os alarmes recebidos em nossa central servem de alerta para que as pessoas tomem cuidados especiais nos próximos dias”, afirma. Pensando nisso, a ADT elaborou algumas dicas para quem vai deixar a casa vazia durante a folia. Confira:

– Informe vizinhos de confiança sobre sua ausência e peça para que fiquem atentos a barulhos estranhos e veículos desconhecidos estacionados em frente à garagem. A Vizinhança Solidária é uma ação que pode ajudar na segurança de uma residência.

– Seja discreto ao divulgar seus planos de viagem, inclusive nas redes sociais. A mesma cautela vale para a postagem de fotos, já que desconhecidos podem ver. Prefira postar após o retorno;

– Se possível, cancele entregas de serviços diários, como revistas e jornais, e solicite que alguém de confiança recolha eventuais correspondências;

– Mantenha as cortinas fechadas para dificultar a visualização do interior do imóvel;

 Desligar a campainha também deixará em dúvida quem possa tocá-la para saber se há alguém em casa;

– Programe o telefone fixo para o modo ‘siga-me’. Dessa forma, qualquer ligação para sua casa será transmitida, automaticamente, para o número que você escolher;

– Não deixe as luzes acesas e invista em sistemas automáticos de acionamento. Novas tecnologias de automação permitem programar o acionamento de luzes e até equipamentos para inibir criminosos;

– Certifique-se de que todas as portas e janelas estão trancadas. Caso não tenha essa opção, use barras que dificultem sua abertura. Invista em correntes grossas e cadeados resistentes nos portões e coloque cadeado no lugar do pino de emergência (usados quando não há energia no local) dos portões automáticos;

– Leve todas as chaves reservas, salvo aquelas deixadas com pessoas de confiança. Se algum carro ficar na garagem, leve as chaves e os documentos. Evite cofres e valores dentro da casa. Prefira deixar em empresas que armazenam esses itens, como bancos;

– Coloque senhas nos televisores mais modernos, computadores e videogames, e prefira suporte de televisores com opção de trava para dificultar sua retirada.

Por: Revista Security Brasil