As crianças da geração atual têm à disposição uma grande variedade de aparelhos eletrônicos e especialmente, a internet, desde os primeiros meses de vida. Essa grande exposição à tecnologia tem benefícios para aprendizagem e desenvolvimento da criança, mas também há diversos pontos que devem receber atenção dos pais e
responsáveis, pois podem comprometer inclusive a segurança dos pequenos.
Estabeleça regras para uso de computador, celulares e tablets, em horários determinados. Os dispositivos eletrônicos devem ser utilizados para auxiliar em pesquisas para atividades escolares, por exemplo, e um pouco para diversão, mas com disciplina, não uma rotina diária. Quanto mais tempo navegando, mais expostos eles
estão a conteúdos inapropriados e pessoas estranhas.
É possível reduzir os riscos com utilização de sistema de segurança digital e filtro de conteúdo. Assim, o uso da internet fica restrito ao que foi autorizado. Apesar disso, é muito importante que os pais estejam sempre por perto e monitorem os sites acessados, conversas, pois pessoas má intencionadas podem se passar por crianças
também e estabelecer uma relação aparentemente confiável, e assim, realizar os crimes.
Por mais que haja insegurança, proibir totalmente a utilização de dispositivos digitais pode piorar a situação. Quando são vetados, crianças e adolescentes tendem a querer quebrar as regras, fazendo tudo escondido. Por isso, o diálogo é muito importante desde bem cedo, mostrando à criança que ela pode utilizar, mas que existem riscos,
que ela precisa ter cuidado e sempre se reportar aos pais caso alguma inconformidade surja. É preciso mostrar confiança para tê-la também.
Mas lembre-se também de estimular atividades de interação pessoal, brincadeiras, sair com amigos, momentos com a família. Uma das grandes causas dos pequenos se refugiarem na internet é a solidão gerada pela ausência constante dos pais. A tecnologia tem suas vantagens, mas nada se compara com a proteção da sua companhia.